sábado, 14 de agosto de 2010

Loba do Amor

Um comentário:

lilian disse...

Eletrizante!

Quanta volúpia , incontrolável...incansável e insaciável...e essa poeta??? desse jeito a matilha entra em reboliço.....AAaauuuuuuuu...