Lady

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Desânimo

























Este mundo perdeu todo o encanto,
e a vida já se tornou um pesadêlo,
em silêncio secando vou este pranto,
para que mais ninguém possa vê-lo

Sonhos fiz de mais e muitos realizei,
mas do amor o rumo certo perdi
e até a quimera, que eu tanto amei,
o coração me quer arrancar daqui

Prisioneiro do desejo louco eu sigo
porque viver a vida parece um castigo
que a alma sequiosa deixa gemebunda

Se eu não puder sonhar como antes
e me peder com as etéreas amantes,
me abram logo uma cova bem funda.


Lud MacMartinson 09-11-2008

Um comentário:

Anonymous disse...

A âncora que equilibra o ser humano é a possibilidade de sonhar e viver através deles algumas situações que não seriam possíveis ou permitidas na vida real,quando somos impedidos dessa válvula de escape nos sentimos frustados e desanimados nos deparando com a realidade dura que é o cotidiano,a rotina,e a fuga sem grandes danos, isso equivale a uma prisão emocional que nos provoca desespero e ansiedade sem precedentes......deixe-nos sonhar, eles não fazem mal a ninguem e nos mantém equilibrados e até relativamente felizes.......