Lady

sábado, 4 de março de 2017

Dois mil dezassete !

DOIS MIL DEZASSETE !


De longe venho, mas não sei
onde vou e nem porquê,
imaginando quem amei
sem saber que é você !

Meus desvarios eu assumo
intensos, loucos e atrevidos,
libertando desejos de fumo,
depois de amados e sofridos !

Eterna será esta quimera,
zelosa e apaixonada também!
Amei à toa, mas quem me dera
ser o doce escravo de alguém !

Santo ou pecador, não importa
este frenesim vive assim,
tantas vezes a chama morta
esmorece e ressuscita em mim !


Lud MacMartinson
Barra - Reserva, 04-04-2017

Nenhum comentário: