sexta-feira, 28 de julho de 2017

Vida insana !

VIDA INSANA

Da vida não peço nem honras nem riquezas,
do amor quero apenas as doces subtilezas
que me fazem levitar e abalam as certezas
das feridas que a paixão deixou tão acesas !

Uma mulher apenas, nela retém o Universo
de todo o sentimento que deixei disperso
pelos labirintos do espaço sideral diverso,
que na insana virtualidade ficou submerso !

A minha vida, tem sido, afinal, uma entrega
absoluta e incondicional à divina criatura
que a humanidade de amor deixa cega !

Paixão ou desejo, que seja, se a loucura
por onde o metabolismo amoroso navega
me libertar a razão de tão insana ditadura !

Lud MacMartinson
LMMP
Luxemburgo, 28-07-2017

Nenhum comentário: