sábado, 11 de outubro de 2008

Angústia



http://www .youtube.com/watch?v=uqIwW7EqZuY ( You needed me )

Trago a minh'alma assombrada
com os fantasmas da solidão,

mas eu não queria por nada
que maltrassem o meu coração…

De tanto sonhar com o amor 
me iludi por quem não podia
me regar e cheirar como a flor
que se abre com a luz do dia

Aos pouco me deixei encantar
e quase me esqueci de viver
de tanto eu querer e amar
quem agora só me faz sofrer

Acredito que vida me dará ainda
a chance de conhecer a felicidade
que fará esquecer a dor infinda
que agora me mata de saudade

Eu sei que não poderei perder
o combate que estou travando 
é a minha única razão de viver, 
porque prefiro morrer lutando 

No fundo da alma irei buscar
forças para vencer a peleja
que um dia fará triunfar
a paixão que em mim ardeja

Ao fim do mundo irei buscar 
coragem para aceitar o desafio 
e forças para poder dominar
este ciúme cruel e doentio..


Lud MacMartinson
LMP - Luxemburgo


Este poema foi inspirado
por uma mulher apaixonada
que sofre por antecipação...¨


2 comentários:

Anonymous disse...

Ser regada e cheirada como a flor que se abre a luz do dia,é tudo o que uma mulher pode desejar de seu homem.....ela se abre para ele na esperança de ser vista e reconhecida entre milhares por seu cheiro especial,e que ele a alimente com o que de melhor tem para ofereçer o nectar dos deuses que faz de um momento uma eternidade.......

Anonymous disse...

Esta imagem é maravilhosa,dá a dimenção exata do que é ser "sou sua vem e me toma com todo o amor e desejo que for capaz"......